Russos consideram nacionalistas as camisolas apresentadas

Russos consideram nacionalistas as camisolas apresentadas

A inclusão da Crimeia e de slogans que os russos consideram nacionalistas nos equipamentos da seleção ucraniana de futebol para o Euro'2020 foi alvo de críticas por parte de Moscovo, neste domingo.

O caso prende-se com uns "equipamentos especiais", anunciados pelo presidente da federação ucraniana, Andrei Pavlenko, que incluem a forma da Ucrânia num mapa, com a zona anexada da Crimeia e as regiões de Donetsk e Luhansk, controladas por separatistas pró-Rússia.

Relacionadas

Além disso, estão incluídas as mensagens "Glória à Ucrânia", seguidas da resposta "Glória aos Heróis", uma menção a uma canção nacionalista que foi usada por manifestantes durante um levantamento popular em 2014, que levou à saída de Viktor Yanukovich, favorável ao Kremlin, do poder.

"Durante a guerra, este cântico de guerra nazi foi usado por unidades militares regulares e irregulares na Ucrânia", escreveu a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Maria Zakharova.

Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, declinou comentar quando contactado pela agência noticiosa TASS.

Os ucranianos estão incluídos no grupo C, com os Países Baixos, que recebem os jogos da 'poule', a Áustria e a Macedónia do Norte, enquanto no grupo B os russos, anfitriões a par da Dinamarca, enfrentam ainda a Finlândia e a Bélgica.

Por Lusa

8

Deixe o seu comentário

больше @ record.pt